Tendência de sabores 2021

Uso de Ingredientes Naturais em Cosméticos

O uso de ingredientes naturais em cosméticos foi alavancado durante a pandemia. Uma vez que o consumidor busca por produtos naturais, não somente na alimentação, associando seu uso com o aumento da imunidade, bem-estar e saúde, prevemos que a tendência do uso de ingredientes naturais nos cosméticos, como o corante natural de urucum, é uma demanda que se manterá forte mesmo após este período.


A pandemia continua acelerando a mudança em nossa forma de comer, na forma em que nos encontramos, nos comunicamos, nos limpamos e afeta uma ampla gama de mercados, inclusive o de cosméticos. Neste contexto, os consumidores estão mais atentos a alimentos e produtos em geral que beneficiem a imunidade, saúde e bem-estar, com destaque aos que possuem características antibacterianas e antivirais. A preocupação com a sustentabilidade também é um fator de impulso para o crescimento do uso de matérias de origem vegetal e natural na fórmula dos cosméticos.


Mulher Aplicando Cosmético No Rosto
Maquiagens e Dermocosméticos aumentam uso de ingredientes naturais

A indústria de beleza, que ao longo do tempo passou por diversas transformações, devido ao desenvolvimento da ciência e tecnologia, apresentou ao público uma série de produtos com fórmulas “milagrosas”, que no entanto, causam um grande impacto ao meio ambiente e, em alguns casos, para os próprios usuários, podendo causar intoxicações e reações adversas devido à composição tóxica.


Sabemos que a forma de consumo e as escolhas do público moldam o mercado. Para o consumidor, segundo a Ecovia Intelligence, além do foco no uso consciente, é fundamental a compreensão do que os rótulos dizem sobre os produtos, ou seja, a escolha está muito além dos resultados estéticos prometidos.


Já ouviu falar do movimento Clean Label e Clean Beauty?


Quem já se propôs a ler a composição dos produtos que utiliza, certamente se deparou com uma lista indecifrável de aditivos e ingredientes que o compõem. Buscando trazer mais transparência ao consumidor acerca daquilo que consome e aplica sobre a pele, nosso maior órgão, nasce o movimento Clean Label ou, em português, Rótulo Limpo.


“Ainda não existe uma regulamentação sobre o que é ou não um produto clean label, mas consideramos rótulos limpos aqueles com o mínimo possível, ou com ausência total, de ingredientes artificiais, largamente utilizados na indústria alimentícia.”, explica Alessandra Luglio, nutricionista e consultora.

Este conceito, também aplicado para a indústria de cosméticos e conhecido no setor como Clean Beauty (Beleza Limpa), aborda os corantes, aromatizantes , espessantes, antiumectantes e outros ingredientes. Outra premissa deste movimento implica que os produtos que atendem à categoria, garantem maior segurança e dispensam ingredientes desnecessários.


Mulher Sorrindo Aplicando Maquiagem
Aplicação de Ingrediente Natural Em Cosméticos

Características do Clean Beauty


Com tantas tendências e segmentos para atender às diversas demandas do consumidor, é comum que algumas práticas se confundam, uma vez que, um mesmo produto pode pertencer a uma ou mais categorias.


A principal questão é se um produto que contém apenas ingredientes inteiramente orgânicos, é considerado limpo. A resposta é: não automaticamente, uma vez que os ingredientes possam conter conservantes, estabilizantes e corantes em sua composição. Isso implica verificar toda sua cadeia produtiva, até mesmo fornecedores de matéria-prima, por exemplo.


Outro ponto é que produtos cosméticos limpos certamente podem ser orgânicos, mas não necessariamente, já que existem ingredientes artificiais que também são seguros. As mesmas questões se aplicam em produtos verdes, veganos e naturais, ou seja, um produto pode pertencer a qualquer uma destas categorias e ainda não pertencer ao Clean Beauty ou Clean Label.


Corante Natural de Urucum


Quando pensamos em “ingredientes naturais” é comum pensar primeiramente em alimentos e, este setor, está gerando diversas materias-primas para a indústria de cosméticos. É o caso do corante natural de Urucum, bem como usado em alimentos e bebidas, também demonstra uma excelente performance quando aplicado em produtos de beleza e bem-estar.


As sementes do Urucum se encontram dentro do fruto de coloração avermelhada, envolto por espinhos flexíveis e são recobertas por um pigmento vermelho, onde então, o corante é extraído.


Muito utilizado pelos índios em pinturas corporais, o Urucum não é somente uma expressão de sua tribo ou evento, mas atua também como repelente de insetos e protetor UV.


O corante natural de Urucum, pode ser aplicado em uma infinidade de produtos de higiene e cosméticos, por exemplo:


  • Sabonete;

  • Creme;

  • Shampoo;

  • Protetor solar e bronzeador;

  • Esmalte;

  • Batom;

  • Sombra;

  • Entre outros.


Juntamente com a coloração, o Urucum é capaz de trazer benefícios funcionais aos cosméticos, uma vez que as sementes são ricas em Tocotrienóis, fonte de Vitamina E, é um excelente anti-inflamatório e antioxidante, combatendo os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento.


Mulher Passando Cosmético Com Vitamina E
Cosmético Com Ingredientes Naturais Que Possuem Vitamina E.

Tocotrienol de Urucum em Cosméticos


Os Tocotrienóis são substâncias pertencentes à família da Vitamina E, com quatro homólogos (alfa,beta gama e delta), o que mostra seu poder de inibição do dano oxidativo induzido por lípidos e proteínas de maneira efetiva.


O que isso significa? Dentro das propriedades do Tocotrienol, se destacam:

  • Poder antioxidante;

  • Anti-inflamatório;

  • Redução do colesterol por degradação da enzima HMG-CoA;

  • Benefícios Cardiovasculares;

  • Neuroprotetor.


Estudos ainda mostram o avanço de pesquisas a respeito das propriedades que previnem e tratam câncer e diabetes. Ou seja, ainda há muito o que se explorar e desvendar novas formas de atuação dessa substância tão rica!


Segundo Wallace Magalhães, da Cosmetics Online, “A utilização de ingredientes naturais é recomendável por estes refletirem uma expectativa de consumidores, por serem originados em processos biológicos e por terem reconhecidamente efeitos benéficos sobre pele e cabelos. O que se exige é um bom trabalho de desenvolvimento, com a realização de estudos de eficácia para identificar, dimensionar e comprovar os seus benefícios.”


Isso mostra que, a indústria de cosméticos deverá se atentar não somente à demanda do consumidor, como voltar seus olhares à segurança e garantia de seus parceiros e fornecedores, que compõem todo o seu processo produtivo.


Conheça mais sobre as aplicações do Urucum e os benefícios do Tocotrienol.